Por conta de seu valor mais elevado, os alimentos orgânicos, livres de pesticidas, não são opção viável para todo mundo. Por outro lado, o consumo de frutas, verduras e legumes com excesso de pesticidas pode representar diversos riscos à saúde, muitos ainda de dimensões desconhecidas.

O que talvez não seja de conhecimento de todos é que atitudes simples podem ajudar a reduzir o excesso dessas substâncias químicas nos alimentos.  Confira algumas dicas da nutricionista Livia Hasegawa:

Lave em água corrente com esponja e detergente neutro

Lavar os alimentos em água corrente ajuda a diminuir o excesso de resíduo que está na superfície. No entanto, é preciso frisar, que não é possível eliminá-lo completamente, pois, segundo a Anvisa, alguns produtos têm a capacidade de penetrar no interior de folhas e polpas.

Opte pelos alimentos de produtores locais

Os alimentos que vêm de outras regiões e percorrem distâncias muito longas normalmente são pulverizados pós-colheita e por isso possuem mais resíduos de agrotóxicos.

Escolha alimentos da estação

Esses alimentos tendem a receber uma carga menor de agrotóxico e, além disso, quando colhidos na época certa são mais baratos.

Retire a casca dos alimentos

Essa parte é a que mais recebe e concentra os agrotóxicos, portanto, se o consumo das cascas não for necessário, evite.  Com relação aos maços de verduras, retire as folhas externas pois elas concentram maior quantidade de agrotóxico.